VIVER À ALTURA DO POTENCIAL MÁXIMO

*Em uma visita à Inglaterra, conheci a historia de um homem de yorkshire, chamado George Chambers, e essa historia me fez pensar em uma expressão que me intriga e desafia.
*Uma expressão em que o autor se refere a pessoas que vivem perto da sua capacidade máxima. Provavelmente poucos de nós atreveriam a gabar-se de fazer semelhante coisa. mas deveríamos parar e considerar se estamos vivendo nossa vida de maneira plena.
*A historia conta que o tal George era um cabineiro que trabalhava para a estrada de ferro Britânica e causava espanto à todo mundo , trabalhando 12 horas por dia durante o movimento intenso do natal.
-Porque você faz isso ? perguntaram-lhe.- Em resposta ele contou sua historia:
*Dois anos antes quando trabalhava na mina, ele desmaiou e teve que ser levado às pressas para o hospital. Descobriu-se que era portador de um tumor no cérebro. Ficou paralisado e mau podia mover uma das mãos. Também não podia falar nem caminhar.
*Agora, depois de dois anos, em seu trabalho de dez as dez, ele manuseava centenas de pacotes, alguns dos quais pesava mais de trinta quilos. Os tratamentos especiais, remédios e a dieta com que procuravam cura-lo no hospital somados à sua própria vontade de viver deram-lhe novas esperanças na vida. No ponto mais critico, os médicos haviam lhe dado apenas 24 horas de vida. Mas agora depois de sua completa recuperação começou a trabalhar na estrada de ferro Britânica.
* O próprio Geoge disse o seguinte: Trabalhando além do horário? Dêem-me mais tarefas trabalharei alegremente de graça. Cada dia pra mim é algo maravilhoso. Nasci outra vez aos 52 anos! Segundo todas as probabilidades eu não deveria estar aqui de maneira nenhuma. Foi me dada uma segunda chance. E, acreditem-me, é um bônus que pretendo aproveitar ao máximo. A vida não sera suficientemente longa pra mim ainda que eu chegue aos cem anos!
* A atividade da vida é algo muito sério e ninguém sai dela com vida.

 

Anúncios

1 comentário

  1. One more thing…while you are painting at the Trieste be sure to cross the street and visit Nuova Porziuncola if you haven’t already. It is an exact replica of the Porziuncola in Assisi today…where St. Francis lived. The marble is all from Italy an…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s