SAUDE

TE AMO MINHA FILHA.

A vida não é feita de sonhos. Nascemos para evoluirmos como pessoa, e aprender a ser feliz.
 
O melhor caminho, é buscar o melhor das pessoas que nos cercam. Errar todos erram, mas é principalmente nos erros, onde podemos tirar várias lições.
 
Nunca julgue uma pessoa pela aparência ou pelo que ela fez ou faz, pois sempre estamos mudando de opinião, do que é certo ou errado.
 
Você não precisa provar nada a ninguém, você é o que é… e pronto. seja baixa ou alta, gorda ou magra, pobre ou rica, fraca ou forte, nada d´aquilo que falam de você é importante ou verdadeiro, pois assim como você, as pessoas, também mudam constantemente seus conceitos.
 
Você é perante Deus, ÚNICA e está na humanidade por uma razão.
 
Ouça aqueles que fizeram e fazem de tudo para te ver feliz, essas pessoas querem seu bem, normalmente, elas são seus pais.
 
Mas se por alguma razão, você se vir sozinha, sem alguém em quem confiar?… Confie no amor de Deus, e esqueça o que a religião diz, Ele vai lhe mostrar o caminho a seguir, busque sempre fazer o bem sem esperar recompensa alguma. E vá a luta.
 
Segura com força todas as oportunidade que aparecer. E por mais difílcil que seja, nunca esqueça que o mais importante é estudar, estudar e estudar, pois o saber nos abre as portas para um horizonte melhor.
 
Quando se sentir sozinha, busque (O LIVRO), mergulhe na história que estiver lendo, ORE e confie em Deus. Acredite, você nunca estará sozinha, você conseguirá, eu acredito em você, e você acredita?…
 
Amo você.
Anúncios

Dieta Detox ou Desintoxicante como funciona?

Como funciona a Dieta Detox ou Desintoxicante?

ImagemNão necessariamente seguida por aqueles que possuem o objetivo de perda de peso, a Dieta Desintoxicante, também conhecida como Dieta Detox é recomendada para eliminar as toxinas adquiridas durante períodos de festas e eventos em que geralmente excessos são cometidos devido ao elevado consumo de bebidas alcoólicas e preparações calóricas.

veja também: https://pastorsamuellemos.wordpress.com/2013/11/06/oito-verdades-sobre-o-acucar/

A Dieta Desintoxicante baseia-se no consumo de frutas, hortaliças, água e suchás, misturas de sucos e chás. Seus seguidores acreditam que o consumo destes alimentos ajuda no funcionamento dos rins e fígado e com isso promove a eliminação de toxinas acumuladas no organismo.

O período de aplicação da dieta pode variar de 1 a 2 dias, período em que somente líquidos são permitidos, ou até mesmo se estender por 1 semana.

A dieta quando seguida por no máximo 2 dias, prioriza o consumo exclusivo de líquidos, a partir do consumo de sopas, sucos e chás que possuem efeito diurético e consequentemente favorecem a eliminação de toxinas através da urina. A dieta recomenda o consumo de sucos preparados com associações de frutas e vegetais como couve com laranja, abacaxi com hortelã, bem como chás claros como de camomila, hortelã, gengibre, chá verde, capim cidreira, entre outros no café da manhã e lanches. Para o almoço e jantar é sugerido o consumo de sopas a base de vegetais, com a possibilidade de acrescentar arroz a fim de enriquecê-las, contudo carne, frango ou ovos ainda são abolidos. Ao seguir a dieta por 3 dias ou mais, recomenda-se a inclusão de alimentos sólidos como leite ou iogurte desnatado, filé de frango, peixe, frutas, legumes e verduras.

O consumo de água e água de coco também é estimulado durante a dieta, pois são responsáveis por manter o corpo hidratado e favorecer o equilíbrio de eletrólitos.

Vantagens da Dieta Detox ou Desintoxicante

Com a predominância de alimentos diuréticos em sua composição (água, chás, sucos e sopas), em especial nos primeiros dias, a dieta mantém o corpo hidratado e favorece a eliminação de líquidos, o que pode promover uma redução no peso corporal total. Além disso, as preparações são ricas em frutas, legumes e verduras, fontes em vitaminas e minerais que possuem ação antioxidante, evitando o envelhecimento precoce e, fibras que promovem a sensação de saciedade.

Desvantagens da Dieta Detox ou Desintoxicante

A densidade calórica da Dieta Desintoxicante é extremamente baixa, ficando muito abaixo da necessidade energéticas de um individuo adulto, com isso durante o período de seguimento é possível que ocorram episódios de mal estar, fraqueza, tonturas, dores de cabeça, indisposição ou até mesmo desmaio devido à reduzida quantidade consumida de carboidratos, principal fonte de energia do corpo. A prática de atividade física durante o período de seguimento da dieta não é recomendada.

A exclusão de gorduras e proteínas, mesmo que momentânea, contraria as recomendações propostas para uma alimentação saudável. Em especial quando a dieta é estendida o baixo consumo destes nutrientes pode afetar o equilíbrio do corpo.

A restrição de gorduras pode comprometer a absorção de vitaminas lipossolúveis. Já a drástica e prolongada restrição de proteínas pode prejudicar a formação de hormônios e reparação de tecidos, assim como impactar sobre os níveis de ferro, favorecendo ao desenvolvimento de anemia.

A perda de peso prometida pela dieta é causada pela eliminação de líquidos do corpo, ou seja, o indivíduo estende o período de seguimento da dieta por acreditar que esta emagrecendo, porém na verdade está apenas perdendo líquidos.

Outra possível desvantagem da dieta é a ausência do estímulo para a mastigação. Com isso a sensação de saciedade não é estimulada.

Dieta Detox ou Desintoxicante x Dieta e Saúde
Aprenderei a me alimentar corretamente?
Essa dieta não estimula a reeducação alimentar, já que grupos alimentares importantes são abolidos da alimentação, como é o caso das proteínas.
Com o Dieta e Saúde você aprende que consumir todos os tipos de alimentos é essencial para uma boa alimentação. Além disso, você aprende o valor desses alimentos na sua dieta e aprende a balancear as quantidades consumidas.
É fácil de seguir?
A Dieta Desintoxicante é extremamente radical, sendo difícil de ser seguida. Por isso, antes de iniciar, reflita: você está disposto a mudar completamente sua alimentação e rotina?
Você aprende de forma mais fácil e natural a controlar sua alimentação, respeitando e adaptando a sua rotina. Sem mudanças radicais e proibições, o que garante um emagrecimento saudável e duradouro. Você reeduca de verdade sua alimentação porque consegue ver seus erros e seus acertos e esse aprendizado é a para a vida toda.
O que terei a minha disposição?
Como na maioria das dietas com restrições, para seguir a Dieta Desintoxicante, você conta somente com a lista de regras e restrições de cardápio, ou seja não há ferramentas para te auxiliar no processo do emagrecimento e não consegue avaliar se está perdendo peso da maneira correta sem comprometer sua saúde.
Diversas ferramentas que irão auxiliar no seu processo de emagrecimento. Por exemplo, o Contador de Pontos, a Análise Nutricional, a Comunidade e o Suporte Nutricional, assim você acompanha se está emagrecendo do jeito certo, ou seja, com saúde!
Farei a dieta sozinho?
Geralmente como acontece com as demais dietas da moda, ao realizar a Dieta Desintoxicante você faz tudo sozinho, e encontra a melhor forma de incluir esses alimentos permitidos em seu dia a dia.
Com o Dieta e Saúde você não está sozinho. Somos a maior Comunidade online de emagrecimento do país. Você compartilha experiências, dicas, dificuldades com outras pessoas que têm o mesmo objetivo que você, tornando o processo de emagrecimento motivador.
Quem irá me acompanhar?
A Dieta Desintoxicante é feita sem o acompanhamento, ou seja, você não conta com o apoio de profissionais para esclarecer suas dúvidas.
Nossa Dieta dos Pontos é feita por pessoas para pessoas. Você poderá contar com nosso suporte via chat ou e-mail com especialistas nas áreas de nutrição e atividade física.
O que vou comer?
Na Dieta Desintoxicante você come frutas, hortaliças, água, água de coco, sucos, chás, sopas. No entanto, carne, frango ou ovos são proibidos.
Nada de dar adeus aos seus pratos preferidos! Com a Dieta dos Pontos do Dieta e Saude você é quem decide o que vai comer. Por meio dos pontos dos alimentos, você saberá fazer sempre as melhores escolhas.

 

Oito verdades sobre o açúcar

Detox: propaganda ou esperança? A moda do detox do açúcar diz que uma dieta de três semanas sem ele vai fazê-lo livrar-se do desejo de doces. O objetivo: perder peso. Mas será que funciona?

Saiba mais sobre Detox:

Você diz que não pode viver sem um chocolate. Mas você é realmente “viciado” em açúcar? A resposta é complexa. O açúcar traz um prazer semelhante ao de drogas, com uma reação também semelhante no cérebro. Ninguém diria que açúcar é o mesmo que heroína, mas podem dizer que ele provoca uma confusão do cérebro e no corpo. A seguir a “Web MD” traz algumas verdades sobre o desejo de açúcar e de como domá-lo.

 1 Dieta sem açúcar funciona?

 ImagemÉ possível mudar o mau hábito tirando o açúcar de repente? A dieta detox de açúcar diz para evitarmos todos os doces. Isto inclui frutas, laticínios e grãos refinados. A ideia é eliminá-lo totalmente do sistema. Dietas como esta são muito drásticas. É possível que você volte ao hábito tão rápido quanto o modificou.

2 O cérebro e o açúcar

Imagem O açúcar é um combustível para as células do cérebro. Quando você sobrecarrega o sistema com alimentos doces, isto altera partes do cérebro que controlam o quanto você come. Em laboratórios, ratos viciados em açúcar tinham mudanças no cérebro semelhantes a de drogas. Em humanos, apenas ver imagens de milkshakes desencadeava estes efeitos no cérebro.

3 Sintomas do vício em açúcar

 ImagemVocê pode ter um transtorno alimentar ou um mau hábito. Qualquer um pode usar alimentos doces de formas não saudáveis. Alguns sinais: se sentir mal quando pula o seu biscoito diário, tendo náusea e tonteira. Os sintomas de baixo açúcar no sangue incluem o nervosismo, mãos tremidas e até suor frio.

4 Carboidratos simples

Imagem O chocolate tem açúcar que rapidamente se transforma em glicose e entra na sua corrente sanguínea. Logo os níveis de açúcar no sangue sobem. Carboidratos simples, como este, também são encontrados em frutas e laticínios. Mas eles têm fibras e proteínas que reduzem a velocidade do processo. Xarope, refrigerante, doces e açúcar de mesa, não.

5 Pegue carona na proteína

 ImagemA fome tira o seu poder de resistir ao açúcar. Comer proteína é uma forma simples de reduzir esta ânsia. Alimentos com muita proteína são digeridos mais lentamente, deixando-o satisfeito por mais tempo. A proteína não muda os níveis de açúcar no sangue como fazem os carboidratos refinados e o açúcar. Escolha proteínas como frango, iogurte desnatado, ovos, nozes e feijão.

6 Escolha doces que fazem bem

 ImagemNão é preciso desistir dos doces. Apenas amplie suas fontes. Tente cerejas ou amoras em vez de açúcar. Explore frutas secas ou em conservas (sem muita adição de açúcar, claro!). Um copo de leite ou iogurte desnatados também ajudam.

7 Consuma fibras

 ImagemElas ajudam a lutar contra o hábito do açúcar. Primeiro, elas te mantém satisfeito. E dão energia. Mas não elevam os níveis de açúcar da sua corrente sanguínea. Procure fibras solúveis de frutas e vegetais, assim como de grãos integrais.

8 Mude o seu paladar

 ImagemVocê não precisa de açúcar tanto quanto pensa. Na verdade, é possível mudar o paladar e aproveitar alimentos que não são doces. Tente cortar um doce a cada semana. Por exemplo, evite sobremesa após o almoço ou jantar; diminua o açúcar do café ou do cereal.

Dicas para aliviar a tosse

ImagemMuda o clima e lá está ela. Nada agradável, a tosse é um mecanismo de defesa do organismo, que ajuda a expulsar corpos estranhos, como poeira inalada, por exemplo. A tosse também pode surgir em resposta a alguma alergia ou irritação e ser sintoma de alguma doença, como o resfriado.

Como é melhor prevenir do que remediar, abuse das frutas cítricas, que possuem alta concentração de vitamina C e, com isso, reforçam a imunidade. Laranja, limão, tangerina e acerola são boas opções. Alimentos que possuem antioxidantes também devem ser incorporados ao cardápio como alho, chá verde e chá branco. A couve, a cenoura e o tomate ajudam a reforçar o sistema imunológico.

Uma boa dica é tomar dois copos de suco de laranja ou laranja com acerola por dia. Tomar muita água também é uma forma de prevenção já que a garganta estará sempre hidratada. É importante também deixar a casa limpa, livre do excesso de poeira. Além disso, mantenha os ambientes ventilados e úmidos. Aproveite os banhos quentes para respirar o vapor ou use umidificadores de ar.

Se a tosse é seca, o mel é um grande aliado. Ele protege as mucosas e melhora a irritação, além de ajudar quem está resfriado, por exemplo, a manter uma boa noite de sono, pois colabora para reduzir a inflamação e o inchaço da garganta.

Anote algumas receitas de chás e sucos:

Chás

Ferva 1 pau de canela, 3 cravos da Índia, 1 rodela de limão e meio litro de água por 5 minutos. Espere esfriar e coe. É recomendado beber até 2 xícaras por dia.

Coloque 1 litro de água para ferver. Assim que começar o processo de ebulição, desligue e acrescente 5 cm de gengibre e 1 pau de canela. Espere esfriar, coe e beba na hora. Beba até 2 xícaras ao dia.

Separe 1 limão, 2 laranjas, 2 colheres de mel e 1 xícara de chá de água. Descasque o limão e as laranjas e coloque as cascas para ferver por aproximadamente 15 minutos. Adicione o suco das frutas e ferva por 10 minutos. Por último, coe e adicione o mel. O recomendado é consumir até 2 vezes ao dia.

Atenção: grávidas ou quem esteja tomando medicamento controlado devem buscar orientação médica antes de tomar qualquer chá. A canela, por exemplo, tem propriedades abortivas. Evite chá preto e mate por causa da cafeína.

Sucos

Suco de limão: 3 limões, 1 dente de alho, 1 colher de sopa de gengibre e mel a gosto. Retire todo o suco do limão, triture bem o gengibre e coloque tudo no liquidificador. Bata, adoce com mel e beba na hora.

Suco de abacaxi, agrião e mel: 5 rodelas de abacaxi, 5 galhos de agrião, 2 colheres de sopa de mel e 1 litro de água. Bata tudo no liquidificador e coe em seguida.

Não se esqueça de consultar um médico para fazer o diagnóstico corretamente e nem pense em se automedicar.

 

BARRIGA INCHADA | Abdômen distendido

ImagemO termo barriga inchada é muito usado pela população para designar uma sensação de aumento do volume abdominal associado a desconforto, geralmente por excesso de gases. Por não ser um termo médico, a “barriga inchada” não possui uma definição clara, podendo significar situações completamente distintas,  desde um simples e inocente  acúmulo de gases até a presença de um tumor abdominal, passando por gravidez e acúmulo gordura na barriga.

Neste texto vamos esclarecer as principais situações que podem provocar a queixa de barriga inchada.  Vamos abordar não só a barriga inchada, mas também todos os outros termos que designam situações semelhantes, como abdômen distendido, barriga dura, excesso de gases, barriga grande, inchaço abdominal, estômago distendido, estômago alto, abdômen volumoso, intumescimento abdominal, etc.

10 Causas de barriga inchada

O melhor termo para designar uma barriga inchada é distensão abdominal. Um abdômen distendido é aquele que encontra-se com volume aumentado pela presença de alguma substância no seu interior, seja ela gás, líquido ou sólido.

Existem também as situações onde o paciente queixa-se de barriga inchada, mas, visualmente, não conseguimos notar uma real alteração do volume abdominal. Geralmente, o paciente queixa-se de excesso de gases nestas situação. Portanto, o paciente sente sua barriga inchada e cheia de gases, mas na verdade, ela encontra-se praticamente do mesmo tamanho. Vamos começar abordando essa sensação de barriga inchada e seguiremos, depois, com as outras causas de distensão abdominal.

1. Excesso de gases e sensação de barriga inchada

Como acabei de referir, a sensação de inchaço abdominal é muitas vezes atribuída ao excesso de gases. No entanto, a relação entre a quantidade de gases intestinais e a sensação de abdômen inchado não é linear. Em um estudo que comparou o volume médio de gás intestinal em pacientes com queixas de sensação de barriga inchada e pessoas sem queixa alguma, notou-se que a quantidade gás nos dois grupos era muito parecida (176 e 199 mL, respectivamente). Estudos com radiografias simples e tomografia do abdômen também não demonstraram qualquer evidência de aumento relevante do gás em pacientes com queixa de distensão gasosa.

Muitos desses pacientes apresentam a sensação de inchaço após a ingestão de determinados tipos de alimentos. Os mais comuns são os oligossacarídeos, um tipo de carboidrato que é mais difícil de ser digerido. Associado ao mal estar, o paciente passa realmente a eliminar mais gases, seja em forma de eructações (arrotos) ou flatos (pum). Exemplos de alimentos que podem levar ao aumento dos gases são:

– Feijão.
– Ovos.Barriga inchada
– Leite.
– Batata.
– Milho.
– Farelo de trigo.
– Cereais.
– Brócolis.
– Aspargos.
– Alho.
– Repolho.
– Bebidas gaseificadas.
– Couve-flor.

Algumas pessoas têm algum grau de intolerância a açúcares contidos em certos alimentos. Dois exemplos comuns são:

1- Frutose, contida nas frutas secas, mel, cebola e alcachofras.
2- Sorbitol, um substituto do açúcar contido em alguns doces e gomas de mascar ditos sem açúcar.

O consumo destes alimentos pode gerar aumento dos gases e sensação de barriga inchada em algumas pessoas.

É importante destacar que o fato de estar eliminando mais gases não significa necessariamente que a barriga está visivelmente inchada. Uma pequeno aumento na produção intestinal de gases pode ser suficiente para causar desconforto e aumento na frequência dos flatos, mas não é suficiente para distender o abdômen de forma visível. O paciente, portanto, tem sintomas de barriga inchada, mas o volume abdominal está praticamente inalterado.

Muitos dos pacientes que se queixam de excesso de gases e barriga inchada, sem ter aumento real do volume abdominal, podem possuir uma forma mais branda da síndrome do intestino irritável. Estes pacientes teriam uma maior sensibilidade à distensão gasosa dos intestinos, sentindo desconforto e inchaço com pequenos aumentos do volume de gás intestinal, o que na maioria das pessoas passa despercebida.

2. Síndrome do intestino irritável

A síndrome do intestino irritável (SII) é um distúrbio funcional dos intestinos. Um distúrbio funcional significa que existe um problema com a função do órgão, mas nenhuma alteração na estrutural é identificada. Na síndrome do intestino irritável não há lesão visível dos intestinos, mas a motilidade dos mesmos encontra-se alterada e o paciente apresenta diversos sintomas gastrointestinais cuja origem não conseguimos explicar totalmente, tais como, episódios de constipação alternados com diarreia, sensação de barriga inchada, dor e cólicas abdominais, aumento da liberação de gases, mal estar, cansaço, náuseas e outros.

A síndrome do intestino irritável pode provocar somente uma sensação de barriga inchada, mas também pode levar a uma real distensão do volume abdominal, causada pela dilatação do cólon por excesso de gases.

3. Constipação intestinal

A constipação intestinal, chamada popularmente de prisão de ventre, é uma possível causa para aumento do volume abdominal. Quanto mais intensa for a constipação, maior é o risco do paciente ter distensão abdominal.

A prisão de ventre pode ser idiopática, ou seja, não ter causa definida, mas também pode ser resultado de problemas de saúde, como tumores intestinais, divertículos, diabetes, doenças da tireoide, lesões neurológicas… Alguns medicamentos também podem tonar o intestino preguiçoso, levando à constipação. Os mais comuns são analgésicos opioides, antidepressivos, antipsicóticos, anti-histamínicos, ferro e antiácidos à base de alumínio.

4. Doença celíaca

A doença celíaca é uma doença de origem imunológica que se caracteriza pela ocorrência de uma reação inflamatória no intestino delgado toda vez que este é exposto a alimentos que contenham glúten, uma proteína presente em vários cereais, como trigo, aveia, centeio ou cevada.

Um dos sintomas da doenças celíaca é o aumento da produção de gases, cólicas e sensação de barriga inchada.

5. Gordura abdominalUm aumento do volume da barriga pode ser causado por acumulo de gordura na região abdominal. Mesmo que você se sinta cheia de gases, lembre-se que pessoas com excesso de gases podem engordar. Muitas vezes, o motivo para aquela calça já não fechar na região do abdômen pode não ser propriamente uma barriga inchada, mas sim, deposição de gordura localizada na região abdominal. O aumento do peso corporal é uma dica, pois gases não o fazem um paciente ganhar 1,2 ou 3 quilos a mais na balança.

6. Gravidez

Pode parecer tolo falar em gravidez, mas a verdade é que muitas mulheres chegam a fases avançadas da gestação sem saber que estão grávidas. Isso é particularmente comum em mulheres com sobrepeso, que já têm um barriguinha saliente, e naquelas com ciclo menstrual muito irregular, que torna difícil saber quando a menstruação está atrasada por muito tempo.

Mesmo quando o feto ainda é muito pequeno para causar expansão do útero, algumas mulheres podem notar um certo inchaço na região abdominal, que ocorre já como preparação do corpo para suportar o crescimento uterino. O crescimento real da barriga começa a aparecer ao redor da 16ª semana de gestação, mas nas mulheres grávidas pela primeira vez e com uma boa musculatura abdominal, a “barriga de grávida” pode só dar sinais mais tarde.

A gravidez provoca um aumento do volume abdominal com barriga dura, o que é diferente da maioria das outras causas de barriga inchada.

7. Ascite A ascite, chamada popularmente de barriga d’água, é o nome que se dá ao acumulo de líquido dentro da cavidade abdominal. A ascite é quase sempre o sinal de algum doença mais séria, como a cirrose hepática

Na maioria dos casos, a ascite não é único sinal de doença que o paciente tem, portanto, se você queixa-se apenas de barriga inchada, e não é portador de doenças do fígado, rins ou coração,  é pouco provável que a você tenha ascite.

Em alguns casos mais graves, o acúmulo de líquidos na região abdominal pode ser bem intenso, chegando a vários litros, o que provoca uma barriga muito inchada, dura e dolorosa. Alguns paciente tem até dificuldade para respirar quando deitados.

8. Intolerância à lactose.A intolerância à lactose ocorre quando o seu corpo tem dificuldade em digerir a lactose, o açúcar encontrado na maioria dos produtos à base de leite. Os sintomas da intolerância à lactose incluem diarreia, cólicas e flatulência depois de consumir leite ou outros produtos lácteos. Nem todas as pessoas têm diarreia. Se você costuma apresentar sensação de abdômen inchado até duas horas após a ingestão de laticínios, a intolerância à lactose pode ser a causa.

8. Aumento de órgãos intra-abdominais ou pélvicos

Órgãos dentro da cavidade abdominal ou pélvica que crescem demais também podem provocar aumento do volume abdominal. Alguns exemplos:
– Fígado aumentado em pacientes com esquistossomose
– Miomas volumosos
– Rins policísticos
– Tumores do ovário.
– Tumores de órgãos da cavidade abdominal.
– Obstrução da bexiga por uma próstata de tamanho aumentado

9. Parasitoses

Cólicas, excessos de gases e diarreia podem ser sintomas de parasitoses. As mais comuns são a giardíase e estrongiloidíase.

10. Menstruação Durante o período pré-menstrual, as mulheres podem notar sintomas de barriga inchada, com queixas de aumento dos gases, sensação de peso na barriga e cansaço. Estes sintomas são ainda mais intensos nas mulheres que sofrem de TPM (tensão pré-menstrual).

 

Parar de fumar: veja benefícios imediatos e a longo prazo

efeitos começam a aparecer duas horas após largar o cigarro

ImagemO cigarro prejudica a saúde, a beleza e ainda diminui a qualidade de vida. Segundo dados do instituto nacional do cancer, quando comparado a alguém que não fuma, o fumante tem risco dez vezes maior de desenvolver câncer de pulmão e cinco vezes mais chances de sofrer um infarto. Em mulheres, a combinação com a pílula anticoncepcional eleva em dez vezes o risco de derrame e infarto. A boa notícia é que se você parar de fumar agora, poderá perceber benefícios imediatos e outros a longo prazo.
Decidido a parar de fumar? De acordo com a pneumologista Christina Pinho, do Hospital São Vicente De Paulo, o cuidado com os chamados gatilhos pode evitar recaídas: “Quem acabou de largar o cigarro deve se afastar de hábitos associados ao fumo, como o cafezinho no meio da tarde, o consumo de álcool e situações estressantes”. No Dia Nacional de Combate ao Fumo, confira o que você ganha assim que decide parar de fumar, segundo informações do Inca: