Government

AMIZADE

ImagemE pensar que eu sempre falei sobre essas amizades falsas que ferem a alma – melhor seria se ferissem o corpo.

Eu sempre pensei – e continuo – que a verdadeira amizade é aquela que nos permite falar de defeitos, qualidades e o que mais vier a cabeça. Porque amizade de verdade é aquela que você fala o que vem a cabeça, e não se arrepende de nada dito – podem passar meses, anos.
Não existe maneira mais bonita que justificar uma amizade defendendo um amigo. Isso pra mim é nobre.
Mais nobre ainda é termos um amigo de valor.
Nunca acreditei em alguém que não se deleita na felicidade de um amigo, a amizade não está nesse relacionamento.
Esse negócio de fingir, tentar impressionar, ser outra pessoa não tá com nada, sabe? Gente que é gente gosta de ser do jeito que é.
Triste mesmo é ver uma amizade evaporar em meio a decepção. Aí resta aquela boa esperança que, se tudo vivido foi verdade, a amizade reaproxima. Mas não acredito muito nisso.
Pessoas feridas costumam mudar.
Eu, por exemplo, não mudo só as roupas, o cabelo e a barba. Eu mudo a cidade, o telefone e a caderneta de anotações.
É cansativo viver de memórias – prefiro deixar as memórias pra lá, pra haver mais espaços pra coisas novas.
Eu gosto de novidade – e isso não significa que agora estou sociável.
Também gosto da verdade. Antes uma dor sincera, que uma alegria falsa.
E nada mais me irrita que saber que a alegria que tive foi falsa.
Acho que é por isso que acabo sendo tão radical. Melhor assim.
Amizade, acima de tudo, é certeza. E quando você duvida, já não é mais amizade.
Eu acredito que o sentimento fica pela pessoa que te decepcionou, Mas… “Amores e pessoas complicadas fazem mal a saúde. Ainda que precisamos amar a todos.
A gente se afasta e a amizade esfria, congela e vira memória. Por que, como já dizia Immanuel Kant “a amizade é semelhante a um bom café, uma vez frio, não se aquece sem perder bastante do primeiro sabor”.
É melhor virar memória, poupar conversas desgastantes e dor.
Sem dor, sem lágrimas.

 

UM DIA BOM

BOM DIA !!!
Todo o mundo quer ter o prazer de viver um dia bom, mas poucos sabem o que realmente é um dia bom, assim como não têm idéia do que é necessário para fazer um dia se tornar bom. Menos pessoas ainda conseguem entender como o dia de hoje pode influenciar o dia de amanhã.
Por que isso acontece? A raiz do problema é que a maioria das pessoas possui um conceito equivocado do que realmente é ter um dia bom. Se nossa visão a respeito de dia bom for errônea, também será errônea nossa maneira de encarar o dia. E assim, o dia termina em cacos.
“Viver é difícil”. “A maioria das pessoas não enxerga plenamente esta verdade, a de que viver é difícil. Ao invés disso, se lamentam incessantemente, algumas mais, outras menos. Lamentam sobre a enormidade de seus problemas, seus fardos e suas dificuldades, como se a vida geralmente fosse fácil, ou como se devesse sempre ser fácil”.
Às vezes admitimos que qualquer coisa difícil se torna impossível
simplesmente porque preferimos acreditar que a vida deveria ser fácil o tempo todo. Quando o sucesso que esperamos ter no dia nos escapa, somos tentados a jogar a toalha e a acreditar que ele é inalcançável.
É aí que passamos a ser críticos em relação ao dia que tivemos.
Pense nisso.

 

FELICIDADE.

ImagemEu não preciso de filhos de mulher ou de mãe ou de pai ou de irmãos pra ser feliz. meu DEUS é suficiente pra mim. agora, quem quiser ser feliz, vem comigo. vamos ser juntos. As pessoas buscam ser feliz em outras pessoas, e com isso só fazem pessoas infelizes. Eu não posso fazer ninguém feliz se eu dependo de algum mortal pra isso.eu sou feliz. comigo mesmo e meu DEUS. não dependo de ser aceito amado ou querido ou de ter coisas e pessoas pra ser feliz. o SENHOR ME PREENCHE. ELE ME BASTA. Agora, se eu tiver necessidades de pai, mãe, filhos, irmãos,eu tenho uma promessa.
O meu Deus, segundo as suas riquezas, suprirá todas as minhas necessidades em glória, por Cristo Jesus.
Filipenses 4:19 Não estou desprezando minha familia eu só quiz dizer que DEUS é maior que isso tudo em minha vida. as pessoas que vivem essa totalidade de DEUS na vida entenderam o que eu qiz dizer .

O desamor.

Imagem

Sabe, eu passei uma vida toda tentando encontrar a resposta pra aquele tal probleminha que todo mundo disse que eu tinha. Fui na tal da psicóloga, bati papo por horas, dei uma ou outra olhada no telefone pra ver se alguém ligava e nada. Só agonia. Achei que era falta de mulher e lá fui eu tentar me relacionar.

Vocês já viram como é difícil se relacionar com alguém? Credo! Daí desisti. Achei que o problema era insatisfação crônica – aquele problema que a gente sabe que tem, mas nunca admite. Estudei muito, viajei muito e essa coisa continuava ali. Angústia. Vontade de chorar do nada, sabe? Aperto no peito – como se fosse uma mão fria. Falta de ar mesmo.

Um dia desses a gente levanta da cama e liga a televisão de novo – faz parte da rotina. Tem nada de bom passando e o cobertor parece te convidar pra voltar pra cama. Acho que vocês me entendem. Uma ligação pro trabalho, uma “desculpinha” de leve e folga dada. Até que ser profissional exemplar tem lá suas vantagens – anotem isso. Chuva me dá preguiça e me faz pensar. Se bem que eu sempre fui desses que pensam demais – de roer as unhas.

Eu preciso me olhar no espelho e me verchorando pra entender se é isso mesmo. Se é essa coisa aturdida dentro do peito que tá saindo e molhando a minha cara toda – como se alguém tivesse me esbofeteado. Depois eu tomo um banho quente e coloco um pijama velho.  Vocês também devem fazer isso e não devem contar pra ninguém. Eu conto. Conto logo o que me sufoca e o que me dá um nó na garganta. Senão eu vomito. Não tem jeito. Tento engolir, e volta tudo.

 

Lara Fabian- Love By Grace

Lara Fabian- Love By Grace

Eu me lembro da chuva no telhado naquela manhãimages (9)
E todas as coisas que eu queria dizer
As palavras furiosas que vieram de lugar nenhum sem aviso
que lhe roubou o momento e me mandou embora
E você parado lá na porta, chorando
e me perguntando se eu tinha já estar de volta

Eu disse que eu não vim aqui para deixar você
Eu não vim aqui para perder
Eu não vim aqui acreditando que eu jamais seria
longe de você
images (6)Eu não vim aqui para descobrir
Há uma fraqueza em minha fé
Eu fui trazida aqui pelo poder do amor
Amor pela graça

E eu me lembro a estrada apenas continuava eternamente
Só não conseguia transformar esse carro em torno de
‘Até à distância como uma longa tesouro perdido
Uma cabine telefônica que simplesmente não poderia ser encontrado
E você parado lá na porta, esperando
E o momento em que nós nos deitamos

Isso foi apenas um momento no tempoimages (4)
E um que nunca esqueceremos
Um que nós podemos deixar para trás
Pois quando havia dúvidas
Você vai lembrar que eu disse

Eu não vim aqui acreditando que eu ficaria longe de você
Eu não vim aqui para descobrir
Há uma fraqueza em minha fé
Eu fui trazida aqui pelo poder do amor
Eu fui trazida aqui pelo poder do amor
Love by grace

 

Cientistas filipinos criam variedade de arroz que resiste à terra salobra / pr.samuel lemos

Cientistas filipinos criam variedade de arroz que resiste à terra salobra  /  pr.samuel lemos

Um grupo de cientistas conseguiu criar uma variedade de arroz que tolera o sal, o que poderia permitir que fazendeiros recuperem áreas da costa que não podem utilizar devido à água do mar, anunciou nesta terça-feira um instituto filipino.
Os especialistas do Instituto Internacional de Pesquisa sobre o Arroz (IIIA) estão aperfeiçoando esta variedade de arroz que resiste ao sal antes de começar testes mais amplos, acrescentou esta fonte.
“Eles esperam que a nova variedade esteja disponível para ser cultivada pelos fazendeiros em quatro ou cinco anos”, disse a IIIA em um comunicado.
Esta nova variedade foi obtida cruzando uma espécie exótica de arroz silvestre que se encontra na água salobra com outra cultivada neste instituto.
O resultado é “um novo tipo de arroz que pode expulsar o sal que toma do solo em direção ao ar através das glândulas que tem em suas folhas”, acrescentou o texto.
“Isto permitirá que as fazendas de arroz da costa afetadas pelo sal possam ser utilizadas pelos agricultores”, explicou o chefe do projeto científico, Kshirod Jena.
O arroz é uma das três principais colheitas que alimentam o mundo inteiro, junto ao trigo e ao milho, e os cientistas tentam frequentemente desenvolver novas variedades para aumentar sua produção.