Imagens

CONVITE

CONVITE

“CRACK É POSSÍVEL VENCER”

SE O PRIMEIRO MINUTO NÃO TE PRENDER NÃO VEJA O RESTO

SE O PRIMEIRO MINUTO NÃO TE PRENDER NÃO VEJA O RESTO

A MELHOR IDEIA DE DEUS.

cropped-392516_204159513048526_1939612229_n-cc3b3pia 943012_305987666199043_1571821504_n 734137_243782312419579_1901163215_n 644336_204027913061686_1882184744_n 602802_244151065716037_432267227_n 602563_188697837928027_225536568_n 601881_305987792865697_762814840_n (1) 599578_188697177928093_856941988_n 599286_188697194594758_1365095436_n 578863_188697144594763_1559141407_n 575403_176968369100974_865303083_n 564034_176965892434555_1645969513_n 563530_176967319101079_99235053_n 563397_176964425768035_849711142_n 559022_226252117505932_829359163_n 558399_188698544594623_530039922_n 557495_243781332419677_731083155_n 557396_188697624594715_1894350743_n 553666_176959999101811_789351733_n 553647_189793007818510_232103874_n 549137_189793154485162_632333482_n 549138_188696961261448_151739093_n 552512_188697714594706_279669670_n 553353_176969715767506_59133122_n 553359_176968459100965_93108882_n 548089_203321586465652_658015617_n 542100_245026918961785_1895878151_n 541041_176959829101828_1816470548_n 540793_243781512419659_640441365_n 537966_245038652293945_1294680929_n 535969_243781359086341_732820500_n 531642_189793107818500_558675140_n 531281_188698321261312_2107695606_n 529327_264717463659397_1534857499_n 419626_104894532975025_1318345068_n 418767_189793087818502_1223499696_n 418232_193980974066380_621424947_n 418169_243781455752998_107684755_n 409665_188698147927996_1364023672_n 408189_204045833059894_687568230_n 406597_245030162294794_376475226_n 396800_243781425753001_561660667_n 392516_204159513048526_1939612229_n 378236_193976137400197_117846538_n 321357_305989906198819_1117943275_n 310063_306805586117251_1222216545_n 304406_203515906446220_1189114299_n 200484_245037815627362_1668243973_n - Cópia - Cópia 163387_243293052468505_1174857712_n - Cópia - Cópia 72777_290620031069140_1794698613_n - Cópia - Cópia 68654_244151375716006_1695707900_n - Cópia - Cópia 44521_219519841512493_61770443_n - Cópia - Cópia 24462_243293589135118_1757867788_n - Cópia - Cópia 13663_245025065628637_501293109_n - Cópia - Cópia 12556_245038052294005_329424111_n - Cópia - Cópia 8055_176968202434324_61982772_n - Cópia - Cópia 6107_243781212419689_1209419530_n - Cópia - Cópia 558887_302113063233945_702868285_n 44521_219519841512493_61770443_nA MELHOR IDEIA DE DEUS.

Eu te amarei, ó SENHOR, fortaleza minha.
O SENHOR é o meu rochedo, e o meu lugar forte, e o meu libertador; o meu Deus, a minha fortaleza, em quem confio; o meu escudo, a força da minha salvação, e o meu alto refúgio.
Invocarei o nome do SENHOR, que é digno de louvor, e ficarei livre dos meus inimigos.
Tristezas de morte me cercaram, e torrentes de impiedade me assombraram.
Tristezas do inferno me cingiram, laços de morte me surpreenderam.
Na angústia invoquei ao SENHOR, e clamei ao meu Deus; desde o seu templo ouviu a minha voz, aos seus ouvidos chegou o meu clamor perante a sua face.
Então a terra se abalou e tremeu; e os fundamentos dos montes também se moveram e se abalaram, porquanto se indignou.
Das suas narinas subiu fumaça, e da sua boca saiu fogo que consumia; carvões se acenderam dele.
Abaixou os céus, e desceu, e a escuridão estava debaixo de seus pés.
E montou num querubim, e voou; sim, voou sobre as asas do vento.
Fez das trevas o seu lugar oculto; o pavilhão que o cercava era a escuridão das águas e as nuvens dos céus.
Ao resplendor da sua presença as nuvens se espalharam, e a saraiva e as brasas de fogo.
E o SENHOR trovejou nos céus, o Altíssimo levantou a sua voz; e houve saraiva e brasas de fogo.
Mandou as suas setas, e as espalhou; multiplicou raios, e os desbaratou.
Então foram vistas as profundezas das águas, e foram descobertos os fundamentos do mundo, pela tua repreensão, SENHOR, ao sopro das tuas narinas.
Enviou desde o alto, e me tomou; tirou-me das muitas águas.
Livrou-me do meu inimigo forte e dos que me odiavam, pois eram mais poderosos do que eu.
Surpreenderam-me no dia da minha calamidade; mas o SENHOR foi o meu amparo.
Trouxe-me para um lugar espaçoso; livrou-me, porque tinha prazer em mim.
Recompensou-me o SENHOR conforme a minha justiça, retribuiu-me conforme a pureza das minhas mãos.
Porque guardei os caminhos do SENHOR, e não me apartei impiamente do meu Deus.
Porque todos os seus juízos estavam diante de mim, e não rejeitei os seus estatutos.
Também fui sincero perante ele, e me guardei da minha iniqüidade.
Assim que retribuiu-me o SENHOR conforme a minha justiça, conforme a pureza de minhas mãos perante os seus olhos.
Com o benigno te mostrarás benigno; e com o homem sincero te mostrarás sincero;
Com o puro te mostrarás puro; e com o perverso te mostrarás indomável.
Porque tu livrarás o povo aflito, e abaterás os olhos altivos.
Porque tu acenderás a minha candeia; o SENHOR meu Deus iluminará as minhas trevas.
Porque contigo entrei pelo meio duma tropa, com o meu Deus saltei uma muralha.
O caminho de Deus é perfeito; a palavra do SENHOR é provada; é um escudo para todos os que nele confiam.
Porque quem é Deus senão o SENHOR? E quem é rochedo senão o nosso Deus?
Deus é o que me cinge de força e aperfeiçoa o meu caminho.
Faz os meus pés como os das cervas, e põe-me nas minhas alturas.
Ensina as minhas mãos para a guerra, de sorte que os meus braços quebraram um arco de cobre.
Também me deste o escudo da tua salvação; a tua mão direita me susteve, e a tua mansidão me engrandeceu.
Alargaste os meus passos debaixo de mim, de maneira que os meus artelhos não vacilaram.
Persegui os meus inimigos, e os alcancei; não voltei senão depois de os ter consumido.
Atravessei-os de sorte que não se puderam levantar; caíram debaixo dos meus pés.
Pois me cingiste de força para a peleja; fizeste abater debaixo de mim aqueles que contra mim se levantaram.
Deste-me também o pescoço dos meus inimigos para que eu pudesse destruir os que me odeiam.
Clamaram, mas não houve quem os livrasse; até ao SENHOR, mas ele não lhes respondeu.
Então os esmiucei como o pó diante do vento; deitei-os fora como a lama das ruas.
Livraste-me das contendas do povo, e me fizeste cabeça dos gentios; um povo que não conheci me servirá.
Em ouvindo a minha voz, me obedecerão; os estranhos se sub-meterão a mim.
Os estranhos descairão, e terão medo nos seus esconderijos.
O SENHOR vive; e bendito seja o meu rochedo, e exaltado seja o Deus da minha salvação.
É Deus que me vinga inteiramente, e sujeita os povos debaixo de mim;
O que me livra de meus inimigos; sim, tu me exaltas sobre os que se levantam contra mim, tu me livras do homem violento.
Assim que, ó SENHOR, te louvarei entre os gentios, e cantarei louvores ao teu nome,
Pois engrandece a salvação do seu rei, e usa de benignidade com o seu ungido, com Davi, e com a sua semente para sempre.
Salmos 18:1-50

Filme inspirado em canção de Chico Buarque é “quase de terror”, diz diretor

O que fazer quando a pessoa que você mais gosta e que vive ao seu lado manda uma mensagem (sim, mensagem) dizendo que não sente mais nada e que foi embora de vez? Chorar sem parar? Ir atrás? Sair sem rumo? A mulher do longa “Abismo Prateado”, Violeta, interpretada por Alessandra Negrini, não sabe como agir, e o público não sabe o que esperar de suas ações.
“O filme tenta traduzir a sensação de alguém que acabou de ser abandonado”, conta o diretor Karim Aïnouz, que construiu a história toda usando como base a música “Olhos nos Olhos”, gravada em 1976 por Chico Buarque. Ele diz que a intenção do projeto era “ser a tradução de um trauma amoroso, quase um filme de terror”.
Os outros personagens –vividos por Carla Ribas, Gabi Pereira e Thiago Martins– cruzam o caminho da protagonista para mexer ainda mais com seu estado vulnerável, para o bem ou para o mal, ajudando a definir como será daqui por diante. Otto Jr., que faz o marido, aparece na primeira parte do filme e cria o clima dramático que está por vir.

“Abismo Prateado” foi o vencedor da categoria melhor diretor no Festival do Rio e faturou os prêmios de melhor atriz, som e fotografia no Festival de Havana. Esse é o quarto filme de Karim Aïnouz, que também dirigiu “Madame Satã”, “O Céu de Suely” e “Viajo Porque Preciso, Volto Porque Te Amo”.

No bate-papo abaixo, o diretor conta detalhes sobre o filme e diz que preferiu não falar com Chico Buarque durante a elaboração do roteiro para “não saber muito mais além da própria canção”, e poder, assim, criar tudo livremente. O músico ainda não assistiu ao longa, mas verá a história em breve, em uma sessão especial. A estreia será nesta sexta-feira (dia 26).
letra da musica que inspirou o filme
LETRA DE “OLHOS NOS OLHOS”

Quando você me deixou, meu bem
Me disse pra ser feliz e passar bem
Quis morrer de ciúme, quase enlouqueci
Mas depois, como era de costume, obedeci
Quando você me quiser rever
Já vai me encontrar refeita, pode crer
Olhos nos olhos, quero ver o que você faz
Ao sentir que sem você eu passo bem demais
E que venho até remoçando
Me pego cantando, sem mais, nem por quê
Tantas águas rolaram
Quantos homens me amaram
Bem mais e melhor que você
Quando talvez precisar de mim
Cê sabe que a casa é sempre sua, venha sim
Olhos nos olhos, quero ver o que você diz
Quero ver como suporta me ver tão feliz

 

Cristão tem 80% do corpo queimado no Paquistão e esposa é violentada em frente aos filhos do casal.

Cristão tem 80% do corpo queimado no Paquistão e esposa é violentada em frente aos filhos do casal.

Cristão tem 80% do corpo queimado no Paquistão e esposa é violentada em frente aos filhos do casal.

Arshed Masih, 38, ainda luta por sua vida no hospital Família Sagrada em Rawalpindi, próxima à capital do Paquistão. Com a ajuda da polícia, extremistas muçulmanos o queimaram vivo por não se converter ao islamismo, e abusaram sexualmente de sua esposa. O incidente ocorreu em frente a uma delegacia de polícia.Em 2005, Masih e sua esposa começaram a trabalhar com um empresário muçulmano, ele como motorista, ela como empregada de sua esposa. Recentemente, os dois desagradaram o empregador por insistirem em permanecer cristãos.Durante o incidente, Martha, a esposa de Masih, “foi violentada pelos agentes da polícia”, fontes afirmam. Os três filhos do casal, de 7 a 12 anos, foram forçados a assistir seus pais sendo brutalizados.“Agora, Masih e sua esposa estão sendo tratados no hospital. Ele está em péssimas condições, pois 80% do seu corpo está queimado”. Os funcionários do hospital declaram que, com esse tipo de queimaduras, a vítima provavelmente não sobreviverá.

No domingo, o governo de Punjab anunciou uma investigação sobre o que aconteceu. “A questão será investigada e os culpados serão presos”, afirma o Ministro da Lei em Punjab, Rana Sanaullah.

O casal cristão morava com os filhos na região liderada pelo sheikh Mohammad Sultan, em Rawalpindi. Em janeiro, os líderes religiosos e o sheikh ordenaram que Arshed e sua família se convertessem ao islamismo. Quando ele recusou, o ameaçaram, dizendo que ele sofreria “graves consequências”.
Arshed tentou pedir demissão, mas o empresário disse que o mataria se ele fosse embora.

E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura. Marcos 16:15

E também todos os que piamente querem viver em Cristo Jesus padecerão perseguições. 2 Timóteo 3:12

Bem-aventurados os que sofrem perseguição por causa da justiça, porque deles é o reino dos céus; Mateus 5:10

E como pregarão, se não forem enviados? como está escrito: Quão formosos os pés dos que anunciam o evangelho de paz; dos que trazem alegres novas de boas coisas. Romanos 10:15

Aquele que leva a preciosa semente, andando e chorando, voltará, sem dúvida, com alegria, trazendo consigo os seus molhos. Salmos 126:6

 

Coisas que Acontecem quando Igreja é Perseguida

Coisas que Acontecem quando Igreja é Perseguida

Texto– Mt 5:11,At 8:1-8

A palavra PERSEGUIÇÃO nos dá a ideia de algo que nos segue opressivamente, correndo atrás de nós, com alguma severa ou sistemática opressão, isto é, diz-nos sobre o caçador que segue após sua vítima, com a intenção de prejudicá-la ou matá-la. Geralmente, é uma tentativa constante e, por muitas vezes, sistemática, para eliminar ou prejudicar o indivíduo perseguido.

A perseguição pode empregar ou não meios violentos. Ela pode ser: mental, social e, quando os costumes sociais assim o permitem, a perseguição pode tornar-se violenta.

CARACTERÍSTICAS DE UM SERVO PERSEGUIDO:

Atos 7:54-60 – Essas características aprendemos através do exemplo de Estevão:

UM SERVO CHEIO DA PALAVRA DE DEUS – Estêvão era um profundo conhecedor das Escrituras, da história do povo de Israel, como também dos grandes feitos de Deus na vida do povo escolhido do Senhor. Isso lhe trouxe não somente autoridade, mas fúria, perseguição e morte.

UM SERVO CHEIO DO PODER DO ESPÍRITO SANTO – At 7:55 – Diante das perseguições, a Trindade Santa sustenta o crente fiel. É nesse momento que o nosso Consolador auxilia, enche-nos com Sua paz, fazendo com que a glória de Deus se manifeste sobre as nossas vidas, trazendo-nos firmeza no testemunhar.

UM SERVO CHEIO DE ESPERANÇA – At 7:56 – No momento mais crucial da sua vida, Estêvão colocou suas esperanças no seu Deus. É nesse momento que Estevão vê os céus abertos e o Filho do Homem em pé à destra de Deus. Com esperança conseguimos ver os céus abertos!

UM SERVO CHEIO DE AMOR – At 7:60 – Estêvão demonstrou muito amor aos seus opositores, aquelas testemunhas que o levaram ao Sinédrio, e que agora deveriam apedrejá-lo até a morte – I Cor 13:13.

ESMIRNA – A IGREJA PERSEGUIDA:
Mt 24:9; Jo 15:18-19; II Tm 3:1, 12 – A Palavra de Deus já avisava sobre perseguições. Esmirna, a segunda Igreja a receber a carta de Cristo, sabia disto. Ela representa os cristãos perseguidos em todos os tempos e cenários culturais – Apc 2:8-11:

O CENÁRIO – Nos dias desta Igreja, César era como um Deus para o povo. À sua imagem eram queimados incensos. Anualmente, todos eram convocados a jurar fidelidade ao Imperador. O que se recusasse a fazê-lo, era preso e executado ao fio da espada.

Vejamos os deuses que eram abertamente adorados em Esmirna:

CIBELE (conhecida como “Grande Mãe”, era a deusa da fertilidade);

APOLO (deus das profecias, da medicina e da música; também associado ao pastoreio e ao sol. Na época clássica, o sol era, por vezes, chamado de “carro de Apolo” e, talvez, por isso, ele tenha sido considerado também o deus da luz e da juventude);

ASCLÉPIO (deus solar e da saúde que, com o nome latinizado de Eusculápio, era o deus romano da medicina e da cura);

AFRODITE ou VÊNUS (deusa do amor sexual e da beleza, na mitologia greco-romana); e

ZEUS ou JÚPITER (deus do céu, controlador dos corpos celestes).

Em Esmirna não era fácil ser cristão. Muitos eram perseguidos e mortos por sua fé. Ser chamado cristão era sobremodo perigoso.
Mas, nesta perversa cidade, havia um pequeno rebanho de Cristo. Arrancados a esse sistema diabólico, fizeram-se Igreja de Deus.

O SOFRIMENTO DA IGREJA DE ESMIRNA – Jesus conforta Sua Igreja, que, perseguida e pura, não necessita de correção, mas de encorajamento. Diz-lhe o Senhor:

“EU SEI AS TUAS… E TRIBULAÇÃO…” – Jesus sabe exatamente o que está se passando. É como se Ele estivesse dizendo: – “Já passei por isto: Fui falsamente acusado, fui molestado, cuspido, açoitado, escarnecido… sei o que é morrer de maneira injusta”.

A palavra TRIBULAÇÃO é muito radical. Literalmente significa:

ESMAGAR UM OBJETO, COMPRIMINDO-O;

DESCREVE A VÍTIMA SENDO ESMAGADA E SEU SANGUE EXTRAÍDO;

DESCREVE PESSOAS ESMAGADAS ATÉ A MORTE POR UMA ENORME PEDRA;

TAMBÉM DESCREVE A DOR DE UMA MULHER AO DAR FILHOS À LUZ.

Então, Jesus fala sobre CINCO DIFERENTES NÍVEIS DE PERSEGUIÇÕES SOFRIDAS PELA IGREJA DE ESMIRNA: GOVERNAMENTAL; ECONÔMICA; RELIGIOSA; FÍSICA e SATÂNICA.

PERSEGUIÇÃO GOVERNAMENTAL – Esmirna sofria sob a tirania de Roma. Os crentes eram dolorosamente esmagados sob as rígidas cláusulas da Lei Romana: Eram arrancados de suas casas, capturados nas feiras livres e levados cativos. César jogava toda a força de seu poderoso império sobre esta pequena Igreja. E muitos desses santos já haviam selado seus testemunhos com o próprio sangue.

Cada cidadão romano era obrigado a prestar, uma vez por ano, pública lealdade diante do busto de César. Para a grande maioria dos cidadãos romanos, isto não era problema. Afinal, já adoravam a vários deuses. O que era mais um?

Mas para os cristãos, adorar a César era uma traição ao Rei dos reis. Não podiam assentir nesta idolatria. Ao invés de declarar: “CÉSAR É O SENHOR”, os primeiros cristãos bravamente confessavam: “CRISTO É O SENHOR”. Como resultado, a Igreja passou a sofrer dolorosamente.

Tornar-se cristão significava grande renúncia. Aquele que seguisse a Cristo tinha de contabilizar o custo e estar preparado para pagá-lo até com a própria vida. A declaração do nome de Cristo já era um crime. O nome significava tortura e ser lançado às feras. No caso das donzelas, a infâmia era pior que a morte.

A perseguição governamental ainda não cessou. Estamos perdendo a liberdade religiosa. Nossa liberdade espiritual vem sendo diariamente defraudada.

PERSEGUIÇÃO ECONÔMICA – Foi Jesus quem revelou: EU SEI A TUA TRIBULAÇÃO E POBREZA.
A palavra POBREZA denota alguém tão desprovido de bens, que nada chega a possuir. Ele não está apto a ganhar nem mesmo ninharias; acha-se à mercê de caridade humana.

Esmirna era uma das mais prósperas cidades daqueles dias. Não havia baixas no mercado, nem recessão. Os negócios cresciam. Lá, qualquer pessoa podia prosperar. Mas os homens de negócios cristãos eram despedidos de seus empregos. Suas lojas, violadas e saqueadas; seus pertences, roubados. Tudo porque confessavam que Jesus Cristo é Senhor, e não César.

Assim, a Igreja de Esmirna: Tão pobre que não podia fazer o mínimo orçamento. Não tinham nada. O motivo?

Os teólogos da prosperidade responderiam: “ESMIRNA ESTÁ FORA DA VONTADE DE DEUS. TUDO O QUE TÊM A FAZER É DECRETAR A BÊNÇÃO. ELES ESTÃO VIVENDO INDIGNAMENTE. DEUS OS QUER TORNAR RICOS”!

Enfrentemos o fato: não manejamos bem a prosperidade: Basta ligarmos o rádio e ouvirmos pregadores da teologia da prosperidade despejando sua descontrolada luxúria. Dizem eles: “DEUS FARÁ DE VOCÊ UM MILIONÁRIO, SE TIVER FÉ E CONFIAR NELE!”

Mas, deveriam os crentes de Esmirna serem repreendidos por sua pobreza? Não! AQUELES SERVOS DO SENHOR ERAM POBRES PORQUE ESTAVAM NA VONTADE DE DEUS!

PROSPERIDADE FINANCEIRA NÃO É VONTADE DE DEUS PARA TODOS. Por isto, é difícil ser cristão! Ser um crente fiel pode custar até mesmo a prosperidade financeira.

PERSEGUIÇÃO RELIGIOSA – Apc 2:9 – Em Esmirna havia uma grande comunidade judaica que hostilizava fanaticamente o Cristianismo. Tal fúria já fora demonstrada no apedrejamento de Estêvão, em Jerusalém. Cheios de ódio, os judeus tramavam agora contra os nascidos de novo. Não satisfeitos, também blasfemavam contra os crentes.

Eles acusavam os cristãos de comerem carne humana, numa referência à Santa Ceia.
Acusavam-nos ainda de perversões sexuais por causa do ósculo santo e da ênfase que estes davam ao amor fraternal. Consequentemente, eram acusados de incesto e orgias sexuais.

A Igreja, segundo eles, era ateísta por não adorar a César. Era politicamente infiel. E por requerer absoluta fidelidade a Cristo, era acusada de separar as famílias.

Mas estes acusadores eram da sinagoga de Satanás, instrumentos do demônio. Usados pelo inferno, faziam oposição ao povo e ao plano de Deus.

Da mesma forma, a Igreja hoje pode esperar semelhante perseguição, não somente do governo, mas também dos cristãos apóstatas que não passam de sinagoga de satanás.

Isto porque o diabo também vai à Igreja. Ele diz: – “TENHO ALGUNS PREGADORES, QUERO OUVI-LOS FALAR; TENHO ALGUNS CORAIS, QUERO OUVI-LOS CANTAR; TENHO ALGUNS DISCÍPULOS COM OS QUAIS QUERO COMPARTILHAR MEUS PLANOS”.

Há Igrejas que não passam de redutos de Satanás. Não pregam o verdadeiro Evangelho. Negam as Escrituras. Menosprezam a ressurreição de Cristo. Promovem a licenciosidade. Abandonam a Palavra de Deus. Permitem todo tipo de perversão. Estas sinagogas de Satanás tem perseguido a verdadeira Igreja de Deus.

PERSEGUIÇÃO FÍSICA – Apc 2:10 – Jesus garantiu que mais sofrimento estava por vir. Ele não ofereceu livramento, mas avisa que o diabo lançaria alguns na prisão.

As prisões romanas eram lugares horríveis. Ninguém queria ser lançado nelas. Os presos ou eram mortos pelas autoridades penitenciárias, ou torturados e arremessados às ruas. Ninguém durava muito tempo numa prisão romana.

O governo era muito ocupado para pajear criminosos; nada queria gastar com a sua alimentação. Caso o prisioneiro fosse cristão, a situação piorava. Era surrado, morto e atirado às ruas.
Esmirna sofreu fisicamente! Os oficiais romanos invadiam as casas e prendiam os crentes diante do olhar aflito de seus familiares. Arrastavam-nos às prisões, fazendo deles público exemplo.

Não dissera Jesus que teriam tribulação de dez dias? Tratam-se de dez dias literais. Afinal, ninguém conseguia permanecer por muito tempo nas celas romanas. Dez dias pareciam dez anos!

Misericordiosamente, o Senhor estabelece limites para nosso sofrimento. A prova não vai além do que podemos suportar. Se o Senhor diz dez dias, não há força na terra ou no inferno capaz de prolongar-nos o sofrimento.

Para os cristãos de Esmirna, Jesus recomenda: – “SÊ FIEL ATÉ À MORTE”. Alguns deles pagariam com a vida o preço de seguir a Cristo. Mesmo em face ao martírio, Jesus foi taxativo: – “SÊ FIEL ATÉ À MORTE”.

Se os oficiais romanos viessem até nós, e nos intimassem: – “CÉSAR OU CRISTO?”. Nós ficaríamos com Jesus? A resposta tem de ser sim. Deus nos dará graça para fazer tal confissão. Enquanto isto, permaneçamos fiéis a Ele.

PERSEGUIÇÃO SATÂNICA – Finalmente, Jesus dissera que Esmirna enfrentaria perseguição do próprio diabo.

Como aqueles cristãos viviam para Cristo, seriam atacados pela sinagoga de Satanás. Estariam em guerra contra o próprio inferno. Decididamente, não lutavam contra a carne, e sim contra os principados, potestades, príncipes das trevas e hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais (Ef 6:11-12)

Por trás de toda perseguição, acha-se o próprio Satanás. Por trás do imperador romano, o demônio, que despejava sua fúria contra os crentes. Muitos cristãos foram presos, e outros condenados à morte.

Não nos enganemos! Custa muito caro ser cristão. Nalguns lugares, mais que outros. Com as pressões do final dos tempos, a perseguição contra a Igreja crescerá ainda mais. Por todo o mundo, Igreja e indivíduos serão convocados a sofrer mais que nunca.

Não há repreensão para Esmirna. A lição é muito clara: A PERSEGUIÇÃO PURIFICA A IGREJA!

Se o mundo nos perseguisse, jamais amaríamos as coisas que ele oferece.

Se fôssemos trancafiados numa masmorra romana, não deixaríamos o primeiro amor, não negligenciaríamos na oração.

Disse alguém certa vez: – “O PROBLEMA DOS CRENTES DE HOJE É QUE NINGUÉM MAIS QUER MATÁ-LOS! TAL PERSEGUIÇÃO LEVAR-NOS-IA ÀS BASES ESSENCIAIS DO QUE SIGNIFICA SER UM GENUÍNO SEGUIDOR DE CRISTO”

A maior bênção que poderia acontecer à causa de Cristo, atualmente, seria a perseguição.
Que conselho Jesus tem para a Igreja sofredora? Apenas dois lembretes: NADA TEMAS e SÊ FIEL ATÉ À MORTE. É que alguns daqueles cristãos achavam-se amedrontados e perigosamente enfraquecidos.

A fórmula para não se temer ao homem é temer a Deus: TEMAMOS A DEUS E NÃO PRECISAREMOS TEMER O HOMEM!

O temor a Deus começa com a visão de Deus, cultuada com o entendimento de Sua impressionante santidade. Submetamo-nos a Sua soberania. Dobremos os joelhos diante de Sua justiça. Sejamos consumidos pela grandeza de Deus.

Mais a frente Jesus diz: SÊ FIEL ATÉ À MORTE E DAR-TE-EI A COROA DA VIDA – Ao enfrentar a morte, os crentes eram encorajados a serem fiéis. Não podiam voltar atrás e negar o nome de Cristo. Nem todos são chamados a ser um mártir. Mas todo discípulo precisa estar pronto a fazer tal sacrifício.

Nossa voluntariedade em morrer por Cristo é a última prova de nossa lealdade a Ele. Crentes que morrem por sua fé em Cristo são recompensados. A coroa da vida os espera. Esta coroa é o galardão da vitória que recebiam os atletas vencedores. Sua lealdade até a morte trar-lhe-á esta coroa. Eis aqui forte motivação para se permanecer fiel a Cristo. Uma coroa especial está a espera de todo aquele que pagar o último preço por seguir a Cristo.

É isto que Deus pede que façamos: NÃO TEMAS e SÊ FIEL

UM ALERTA E UMA PROMESSA DE DEUS PARA A IGREJA PERSEGUIDA:

O ALERTA: – “QUEM TEM OUVIDOS, OUÇA O QUE O ESPÍRITO DIZ ÀS IGREJAS” – Apc 2:11a Apesar da violenta perseguição, os vencedores obterão grande vitória sobre o mundo. Jesus concluiu com um alerta para se ouvir e considerar esta mensagem.

Todo ouvido precisa estar alerta ao que Jesus diz. São palavras fortes que precisam ser obedecidas. Precisamos ser obedientes ao que o Espírito manda que façamos. Sirvamos a Deus onde Ele nos colocou.

A PROMESSA: “O QUE VENCER NÃO RECEBERÁ O DANO DA SEGUNDA MORTE” – Apc 2:11b – Para o que ouve e obedece ao que o Espírito diz, Jesus faz esta promessa estarrecedora. Todos os verdadeiros cristãos são vencedores (I Jo 5:5). E estes não serão danificados pela segunda morte.

A primeira morte é física; é a separação da alma do corpo. A segunda, é espiritual; é a separação da alma da vida eterna. A morte espiritual resulta em eterno tormento no lago de fogo. É a punição eterna (Apc 20:10)
Os verdadeiros cristãos jamais experimentarão a segunda morte. Dizem que, ou nascemos uma vez e morremos duas; ou nascemos duas vezes e morremos uma. Mas os cristãos enfrentam a primeira morte sem medo. A segunda não tem poder sobre nós. Podemos visualizar a morte física sem nada temer – mesmo enquanto somos torturados por amor a Cristo – sabendo que ela levar-nos-á mais rapidamente à presença de Deus.

A mensagem à Esmirna é um alerta para que sejamos completamente dedicados a Jesus Cristo, mesmo enfrentando perseguição e luta. Enquanto o mundo torna-se escuro, a igreja há de brilhar. Agora é tempo de se levantar por Jesus! Custe o que custar! Quando a perseguição atingir-nos, não temamos o mundo, mas a Deus e somente a Ele. Custe o que custar!

CONSIDERAÇÕES FINAIS:
Disse Tertuliano, grande defensor da fé cristã, do 2º século: “O SANGUE DOS MÁRTIRES É A SEMENTE DA IGREJA”.

Talvez não conheçamos a verdadeira História do Cristianismo ou ela ainda não foi contada sob a ótica dos mártires.

Precisamos ter consciência de que somos herdeiros de uma história de homens e mulheres que deram suas vidas para que o Evangelho pudesse chegar até nós. Precisamos aprender a honrar essa História:

ESTÊVÃO – foi apedrejado;

PEDRO – morreu crucificado de cabeça para baixo, por dizer não merecer morrer como seu mestre;

TIAGO (filho de Zebedeu e irmão de João, o discípulo amado) – foi decapitado por Herodes Agripa, cerca de dez anos após a morte de Jesus;

ANDRÉ – foi crucificado numa cruz transversalmente, daí o termo “Cruz de Santo André”, porque sua cruz era em forma de um “X”;

FILIPE – sofreu martírio em Hierápolis: Foi açoitado, trancado em uma prisão e posteriormente crucificado em 54 d.C.;

BARTOLOMEU – serviu como missionário na Armênia e em vários países. Traduziu o Evangelho de Mateus para a língua da Índia e o propagou naquele país. Na Armênia foi golpeado até a morte.

TIAGO (filho de Alfeu e um dos doze apóstolos) – pregou na Palestina e no Egito e aos 94 anos foi surrado e apedrejado pelos judeus; finalmente teve seu cérebro despedaçado;

PAULO – pregou diligentemente o Evangelho a muitas nações, chegou a ponto de evangelizar um continente inteiro. Foi muito perseguido, até ser pego por Nero e decapitado em Roma;

JOÃO, o discípulo amado – foi colocado dentro de uma caldeira de óleo quente e não morreu! Ele escapou por milagre. Depois de obter liberdade morreu por causas naturais. João foi o único discípulo a escapar de uma morte violenta.

Talvez digamos que os tempos eram outros e que isso não acontece mais. Engano nosso!

Recebemos diariamente notícias sobre a Igreja perseguida ao redor do mundo e, pasmem, muitas pessoas morrem por demonstrar amor e compromisso com o Mestre.

Que o exemplo de Estevão e de todos os mártires possam impactar nossas vidas!

O Senhor Jesus nos convida a sermos uma Igreja conhecedora da Palavra, cheia do poder do Espírito Santo e a sermos uma Igreja cheia de esperança e amor.

Se vivermos a plenitude dessas características, com certeza o nosso testemunho fará diferença e outras pessoas poderão também conhecer a esse Jesus Salvador!